quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

#189 MILAN, Courtney, A Guerra da Duquesa

Sinopse: Miss Minerva Lane é calada e discreta, talvez até banal. Mas nem sempre foi assim. Da última vez que esteve no centro das atenções, a sua reputação ficou irremediavelmente manchada. Daí o novo nome e a nova identidade, duas máscaras que terá de ostentar para sempre. E, quando, numa festa, se esconde atrás do sofá da biblioteca, quer tudo menos dar de caras com... um magnífico duque!

Mas lá está ele, escondido atrás das cortinas...
Robert Blaisdell, duque de Clermont, também sente necessidade de se esconder. Embora batalhe diariamente para corrigir os erros do seu abominável pai, as comparações com ele são inevitáveis... Pode não o mostrar, mas vive consumido pela frustração e a culpa. Não tem paciência para jogos de sedução. Mas partilhar um esconderijo com Minnie é inesperadamente excitante. Por baixo da aparência apagada, o olhar da jovem é indomável... e se há algo a que Robert não resiste é um bom enigma.
Juntos, vão enfrentar os seus medos, aprender a perdoar e ultrapassar as suas limitações. E perceber que, acima de tudo, precisam de amor nas suas vidas...
Gostei do livro porque é inteligente e franco, não há grandes mal-entendidos porque há boa comunicação entre os dois protagonistas e as restantes personagens do seu universo. Há muita honestidade nos diálogos e um bom retrato psicológico de ambos. Gostei também do modo como é evidente que foram feitos um para o outro, sendo que apenas Robert poderia aceitar a bagagem de Minnie, e apenas ela poderia afastá-lo da insegurança e do receio de se tornar no seu antigo e execrável pai.
Estarei atenta a outros títulos da autora, pois foi a primeira vez que li Courtney Milan, e este género de livro lê-se bem numa tarde de domingo, ainda que sonolenta.

Opinião: Não tenho conseguido ler. Li “A Guerra da Duquesa” na diagonal, porque é um livro que trazia por casa há meses. Não me recordava do que tenha lido, à exceção de que a personagem principal não é bonita. Isso é novo, neste género de livro, em que a heroína é sempre cobiçada pelo herói por ser linda, loira e de peito abundante. Neste romance, Minnie e Robert conhecem-se numa situação fora do comum, em que de imediato ambos subentendem que o outro não aparenta ser aquilo que é. O fascínio é mútuo e imediato, mas também jogam com a cautela, a timidez e a inteligência de ambos. Tornam-se um desafio, um enigma para o outro. Sobretudo o Duque de Clermont, um romântico incurável diferente de tantas outras personagens na mesma posição, torna-se incapaz de tirar Minnie da cabeça.

Classificação: 4****/*

Sem comentários:

Enviar um comentário